Strict Standards: Non-static method K2::init() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/functions.php on line 29

Strict Standards: Non-static method K2::include_all() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/k2.php on line 33

Strict Standards: Non-static method K2::include_all() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/k2.php on line 34

Strict Standards: call_user_func_array() expects parameter 1 to be a valid callback, non-static method K2Options::init() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/plugin.php on line 164

Strict Standards: call_user_func_array() expects parameter 1 to be a valid callback, non-static method K2SBM::init() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/plugin.php on line 164

Strict Standards: Non-static method K2SBM::pre_bootstrap() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 89

Strict Standards: Non-static method K2SBM::load_modules() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 207

Strict Standards: Non-static method K2SBM::module_scan() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 210

Strict Standards: Non-static method K2SBM::module_scan_dir() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 482

Strict Standards: Non-static method K2SBM::register_sidebar_module() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/includes/sbm.php on line 44

Strict Standards: Non-static method K2SBM::name_to_id() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 388

Strict Standards: Non-static method K2SBM::register_sidebar_module() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/includes/sbm.php on line 44

Strict Standards: Non-static method K2SBM::name_to_id() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 388

Strict Standards: Non-static method K2SBM::register_sidebar_module() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/includes/sbm.php on line 44

Strict Standards: Non-static method K2SBM::name_to_id() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 388

Strict Standards: Non-static method K2SBM::register_sidebar_module_control() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/includes/sbm.php on line 56

Strict Standards: Non-static method K2SBM::name_to_id() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 449

Strict Standards: Non-static method K2SBM::register_sidebar_module() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/includes/sbm.php on line 44

Strict Standards: Non-static method K2SBM::name_to_id() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 388

Strict Standards: Non-static method K2SBM::register_sidebar_module() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/includes/sbm.php on line 44

Strict Standards: Non-static method K2SBM::name_to_id() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 388

Strict Standards: call_user_func_array() expects parameter 1 to be a valid callback, non-static method K2Header::init() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/plugin.php on line 164

Strict Standards: Non-static method K2::register_scripts() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/k2.php on line 63

Strict Standards: Non-static method K2SBM::register_sidebars() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/includes/sbm.php on line 36

Strict Standards: Non-static method K2SBM::register_sidebar() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 334

Strict Standards: Non-static method K2SBM::load_modules() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 275

Strict Standards: Non-static method K2SBM::name_to_id() should not be called statically, assuming $this from incompatible context in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 682

Strict Standards: Non-static method K2SBM::register_sidebar() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 334

Strict Standards: Non-static method K2SBM::load_modules() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 275

Strict Standards: Non-static method K2SBM::name_to_id() should not be called statically, assuming $this from incompatible context in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/classes/sbm.php on line 682

Strict Standards: call_user_func_array() expects parameter 1 to be a valid callback, non-static method K2SBM::post_bootstrap() should not be called statically in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/plugin.php on line 164

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-content/themes/default/app/includes/sbm.php:44) in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/feed-rss2.php on line 2
Ecos de Hermes http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique Reflexões e pensamentos astrológicos sobre o Cosmos, o Homem e a Humanidade. Mon, 05 Nov 2012 11:27:07 +0000 http://wordpress.org/?v=2.3.1 en <br /> <b>Deprecated</b>: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in <b>/var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/kses.php</b> on line <b>669</b><br /> <br /> <b>Deprecated</b>: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in <b>/var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/kses.php</b> on line <b>262</b><br /> Sentir ou viver no mundo real? http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2012/11/05/sentir-ou-viver-no-mundo-real/ http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2012/11/05/sentir-ou-viver-no-mundo-real/#comments Mon, 05 Nov 2012 11:27:07 +0000 Henrique G. Wiederspahn http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2012/11/05/sentir-ou-viver-no-mundo-real/ Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/formatting.php on line 82
Previsão ou predição? Há uma diferença conceitual em ambos os vocábulos. Prever é “ver antes ou mais longe”. Embora predição tenha essencialmente o mesmo significado, implica em verbalizar um vaticínio. Em ambos os casos, visa descrever um evento ou acontecimento futuro. Conquanto que os indivíduos não consigam se manter no presente (um enorme desafio!!!) oscilam a [...]]]>
Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/formatting.php on line 82

Previsão ou predição? Há uma diferença conceitual em ambos os vocábulos. Prever é “ver antes ou mais longe”. Embora predição tenha essencialmente o mesmo significado, implica em verbalizar um vaticínio. Em ambos os casos, visa descrever um evento ou acontecimento futuro.

Conquanto que os indivíduos não consigam se manter no presente (um enorme desafio!!!) oscilam a sua atenção ou consciência entre o passado e o futuro. Como o passado já é conhecido, buscam descortinar o futuro, o amanhã, independente de quão longe ou perto possa estar. Informação: saber é poder. Em todas as esferas da vida e em todos os campos da atividade humana, inúmeros métodos foram desenvolvidos ao longo dos tempos para predizer o futuro.

A meteorologia prevê para evitar catástrofes ou até para fornecer subsídios para a elaboração de eventos. A economia prevê o desempenho industrial baseada em curvas e índices complexamente metafísicos. Predizer é, portanto, o ato de verbalizar a ocorrência de um evento no tempo e no espaço. Porém, na vida pessoal, poderá parecer curiosidade, pois, “o futuro a Deus pertence…” ou “somos nós que escrevemos o nosso destino…”.

Os astrólogos da Antiguidade prescrutavam o céu para entender as mensagens dos deuses deixadas através da linguagem dos planetas, estrelas e cometas. Cada configuração traz sempre um significado (ou presságio). Há um sincronismo hermético entre os acontecimentos no céu e aqueles que acontecem em nosso mundo. Você pode estar rindo desta afirmação, ao mesmo tempo que postula a sincronicidade junguiana.

Uma abstração mecanicista poderia entender todos os movimentos de nossa galáxia (apenas para limitar um campo ou espaço) operam como as rodas de um enorme relógio, com contagens que variam de bilhões de anos a alguns segundos. Que parte das estruturas complexas de quasares e estrelas, até a molécula de DNA. A respeito desta última, sabe-se que possui uma memória topológica, que governa o crescimento do embrião, enviando sinais para que num dado momento ocorra uma especialização e um órgão ou sistema se forme.

O DNA possui uma série de condicionantes, como a hereditariedade e os fatores ambientais. Mas também se encontra inserida num mecanismo mais complexo de relojoaria que é o Sistema Solar e, numa escala além de nossa compreensão, de nossa Galáxia.

Sob a perspectiva astrológica, predizer é compreender as harmônicas existentes numa determinada combinação celeste. Trata-se de estabelecer relações e paralelos com eventos conhecidos para encontrar a direção para onde converge esta ou aquela vida. Os astrólogos da antiguidade não perguntavam ao seu consulente “como se sente nesta situação?”… Eles afirmavam que haveria guerra, que a colheita seria abundante, que um deveria se casar com o outro e ter muitos filhos. Ou ainda, que A ou B não eram de confiança…

Não acredito no valor e importância de uma predição (ou previsão) que diga ao consulente que eles se sentirá triste numa dada época se não incluir as razões concretas para tal. Vivemos num mundo material e é a partir dele que podemos crescer e nos aperfeiçoar. Portanto, uma predição que parta de  premissas astrológicas e referências celestes, mesmo que não tente mais entender os deuses por meio delas, tem a obrigação de informar questões eminentemente práticas do tipo:

  • Cuidado! Acidente, corte no dedo!
  • Cuidado! Risco de assalto! Proteja a sua casa…
  • Curta! Compre uma roupa nova e alegre!
  • Aproveite para estar com seus familiares e colocar as conversas em dia.
  • Reveja os seus amigos!
  • Peça um aumento ao chefe…

Informação é poder e os métodos astrológicos para este fim permitem uma avaliação interessante e ampliada, desde que se empregue as técnicas adequadas com conhecimento e segurança. Aí dá para sair daquela linguagem de psicólogo (que me perdoe a categoria…) de apenas ficar sentindo…

]]>
http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2012/11/05/sentir-ou-viver-no-mundo-real/feed/
<br /> <b>Deprecated</b>: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in <b>/var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/kses.php</b> on line <b>669</b><br /> <br /> <b>Deprecated</b>: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in <b>/var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/kses.php</b> on line <b>262</b><br /> Novas almas, novos indivíduos http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2011/10/10/novas-almas-novos-individuos/ http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2011/10/10/novas-almas-novos-individuos/#comments Mon, 10 Oct 2011 15:32:04 +0000 Henrique G. Wiederspahn http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2011/10/10/novas-almas-novos-individuos/ Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/formatting.php on line 82
A chegada de novas crianças ao mundo é sempre um evento memorável, maravilhoso, espetacular. É muito mais que a renovação da vida: é, acima de tudo, a fé e a esperança na existência do ser humano. Por outro lado, é ainda a família que amplia as suas próprias possibilidades, mesmo que não seja o primeiro filho(a). Um [...]]]>
Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/formatting.php on line 82

A chegada de novas crianças ao mundo é sempre um evento memorável, maravilhoso, espetacular. É muito mais que a renovação da vida: é, acima de tudo, a fé e a esperança na existência do ser humano.

Por outro lado, é ainda a família que amplia as suas próprias possibilidades, mesmo que não seja o primeiro filho(a).

Um novo ser é também uma nova alma, com experiências de vidas anteriores, com vontades e desejos. E também, um ser em busca de novos aprendizados. De qualquer maneira, é um ser único, especial e diferenciado. As culturas indígenas da Amazônia tem um jeito interessante de educar as crianças desde o seu nascimento. Como as famílias coabitam numa mesma oca, todos são responsáveis pela educação de todas elas. Assim, aquele novo ser recebe seus ensinamentos para a vida de outras mães e pais, mas também, de vários avós, preservando-se o sentido de família.

A cultura brasileira, em razão das necessidades de trabalho, tem deixado a tarefa de educar a babás e pedagogos nas escolas. Porém, é aos pais que cabe a verdadeira tarefa de proporcionar as referências de base que formarão o caráter daquele novo ser. Entretanto, as crianças nascem sem manual, fiando-se apenas na intuição materna que, felizmente, costuma acertar com o bebê.

É essencial que o indivíduo seja auto-expressivo para que possa se realizar integralmente e isso é despertado desde a infância. O mapa natal de uma criança recém-nascida cumpre este papel de indicar qual a melhor abordagem e como a criança assimila os conteúdos que provém do ambiente. Há aquelas que aprendem pegando, outras, que precisam entender: cada uma é única.

Com um mapa astrológico em mãos você conseguirá estabelecer a melhor forma de se comunicar com ela, resolver crises e permitir que ela se desenvolva de maneira mais ampla e integral. Este conhecimento permitirá com que a criança, quando

]]>
http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2011/10/10/novas-almas-novos-individuos/feed/
<br /> <b>Deprecated</b>: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in <b>/var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/kses.php</b> on line <b>669</b><br /> <br /> <b>Deprecated</b>: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in <b>/var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/kses.php</b> on line <b>262</b><br /> Universo evolucionário - Consciência em expansão http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2011/07/30/universo-evolucionario-consciencia-em-expansao/ http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2011/07/30/universo-evolucionario-consciencia-em-expansao/#comments Sat, 30 Jul 2011 11:21:06 +0000 Henrique G. Wiederspahn http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2011/07/30/universo-evolucionario-consciencia-em-expansao/ Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/formatting.php on line 82
Neste século XXI, são tantas as informações que invadem o nosso cérebro que mal percebemos a nós mesmos e as nossas próprias necessidades. Buscamos um entendimento dos fatos e das circunstâncias antes de tentar compreender as nossas próprias necessidades, anseios e expectativas. A partir do momento em que a humanidade deslocou Deus do centro do Universo [...]]]>
Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/formatting.php on line 82

Neste século XXI, são tantas as informações que invadem o nosso cérebro que mal percebemos a nós mesmos e as nossas próprias necessidades. Buscamos um entendimento dos fatos e das circunstâncias antes de tentar compreender as nossas próprias necessidades, anseios e expectativas.

A partir do momento em que a humanidade deslocou Deus do centro do Universo maior passou a ser a nossa necessidade de manter o controle sobre as nossas curtas vidas.

Consciência em Expansão

A virada do século XVII para o século XVIII proporcionou uma visão mecanicista do Cosmo. Descartamos então muitos episódios que eram admirados pelos sentimentos e sensações, elegendo a lógica como a grande matriz dos acontecimentos. A Lei de Causa e Efeito passou a reger Ciência, desbancando a Arte, a Religião e o Miscticismo.

Entretanto, no alvorecer do século XX, com o surgimento da Psicologia, mas também, da Relatividade, Física Quântica e da Teoria do Caos, um novo mundo não ordenado e lógico surgiu diante de nossos olhos, cuja lógica desafia ainda hoje o nosso entendimento. O Universo mecanicista passou a ser visto como um Universo evolucionário. Descobriu-se ainda que ele é composto em cerca de 90% de matéria escura, uma espécie de inconsciente do Cosmo.

Somos parte integrante deste Universo, particularmente deste Sistema que denominamos Solar, composto de uma pequena estrela que deu origem a um agrupamento de planetas dos quais surgiu a Terra e, por fim, a vida. Os mitos da Criação conhecidos estabelecem que, em algum momento, o que era informe se tornou ordenado. Na Bíblia, o papel dos Luminares (Sol e Lua) é de diferenciar dia e noite, à medida que estabelece uma primeira noção de passagem do tempo.

Porém, a visão mecanicista reduziu o tempo por eles gerado ao ano e ao dia, numa abordagem cientificamente reducionista. Nossos antepassados entendiam o tempo de forma cíclica; hoje o entendemos de maneira linear, com um passado que não volta nunca, que é abandonado à sua própria sorte. Há ciclos muito maiores em curso, no qual estamos inseridos neste amplo Universo evolucionário. O ciclo dos Eclipses é uma boa referência:

Inicialmente, há três ciclos que se relacionam entre si:

  • O período de tempo decorrido entre uma Lua Cheia e a seguinte, denominado mês sinódico, de 29,53059 dias.
  • O período de tempo que o Sol leva para retornar a um dos nodos (Norte ou Sul) sobre o Zodíaco, denominado Ano Draconiano. Como os nodos têm movimento retrógrado, movendo-se cerca de 19º por ano, o ano draconiano é mais curto que o ano civil, tendo em média 346,62 dias.
  • O período de tempo que a Lua leva para percorrer sua órbita de um perigeu a outro, denominado mês anomalístico, com cerca de 27,55 dias.

Esses três ciclos se repetem a cada 18 anos (aproximadamente):

  • 223 meses sinódicos = 6585 dias, 07 horas e 43 minutos.
  • 19 anos draconianos = 6585 dias, 18 horas e 44 minutos.
  • 239 meses anomalísticos = 6585 dias, 12 horas e 53 minutos.

Este período de 6585,322 dias é denominado Ciclo ou Série de Saros, durando 18 anos, 11 dias e 8 horas. Cada Série de Saros é composta de cerca de 70 Eclipses (em média) com a mesma geometria e harmonia. Várias séries ocorrem ao mesmo tempo, combinando seus significados e disposições ao longo do tempo. Vale lembrar que os Luminares são os astros mais importantes na interpretação de um gráfico astrológico.

Um outro ciclo que nos liga ao Universo é o da precessão, que possui cerca de 26 mil anos. Decorre de vários movimentos da Terra, embora tenha como principal, o deslocamento do Pólo Terrestre ao longo da Abóbada Celeste, denominado Precessão dos Equinócios. Os astrônomos lidam, porém, com a Precessão Geral, que inclui o deslocamento do Sol em torno da Galáxia.

A abordagem destes grandes ciclos em comparação com nossas vidas aparentemente curtas deve permitir essencialmente uma percepção ampliada de nossa participação e responsabilidade, primeiramente, enquanto Humanidade em nosso planeta. Mas principalmente, a busca da descoberta de nosso papel como seres únicos e individuais. Se a Alma é a contraparte da Matéria Escura, desvendar os próprios mistérios é desvendar aqueles do Universo. Hoje, compreendemos os átomos não matéria inerte, mas como energia em processo. O velho Universo mecanicista se transcendeu, tornando-se um Universo em contínua evolução. O mesmo pode ser dito de nossa consciência, que se desenvolveu e expandiu ao longo do tempo.

Os instrumentos para o autoconhecimento nos colocam em relação com o nosso propósito existencial. Entretanto, que tal perceber a sua vida atual em perspectiva com os grandes ciclos, grandes períodos de tempo e portanto, com as gerações futuras? Uma compreensão desta natureza pode contribuir para reduzir o individualismo predominante neste início de século XXI, ajudar a combater todos os tipos de desigualdades à medida que cada um de nós se torna um ser humano melhor.

]]>
http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2011/07/30/universo-evolucionario-consciencia-em-expansao/feed/
<br /> <b>Deprecated</b>: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in <b>/var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/kses.php</b> on line <b>669</b><br /> <br /> <b>Deprecated</b>: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in <b>/var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/kses.php</b> on line <b>262</b><br /> Os Astros estão no Céu http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2011/07/17/os-astros-estao-no-ceu/ http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2011/07/17/os-astros-estao-no-ceu/#comments Mon, 18 Jul 2011 02:23:57 +0000 Henrique G. Wiederspahn http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2011/07/17/os-astros-estao-no-ceu/ Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/formatting.php on line 82
Como os antigos elaboravam um Mapa Astrológico? Olhando para o céu. Ao fitarem a abóbada celeste e acompanharem os ritmos e ciclos dos movimentos regulares dos astros, maravilhavam-se com sua beleza e perfeição. Sua principal referência era o horizonte. As Direções Primárias, que hoje necessitam de cálculos complexos, eram obtidas a partir da observação das posições dos [...]]]>
Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /var/www/html/astrobrasil.com.br/web/blogs/wp-includes/formatting.php on line 82

ceu7pq1.jpg

Como os antigos elaboravam um Mapa Astrológico?

Olhando para o céu. Ao fitarem a abóbada celeste e acompanharem os ritmos e ciclos dos movimentos regulares dos astros, maravilhavam-se com sua beleza e perfeição.

Sua principal referência era o horizonte. As Direções Primárias, que hoje necessitam de cálculos complexos, eram obtidas a partir da observação das posições dos astros nas seis horas seguintes após o nascimento.

Fenômenos como as retrogradações e as Séries de Saros eram bem conhecidas dos nossos predecessores. Com eles, elaboraram longos ciclos que poderiam durar mais de dois mil anos. Entediam o Céu a partir de sua geometria. Particularmente para os gregos, Geometria e Arte eram dois aspectos do Criador.

Não dispunham de relógios precisos, efemérides ou mesmo, instrumentos de cálculo adequados. Pois vejamos: as efemérides de Kepler surgiram no final do século XV (as anteriores tinham imprecisões de até 10º para Marte e Lua); os logaritmos,apareceram apenas ao final do século XVII; e, os primeiros relógios precisos surgiram no final do século XVIII.

Por esta razão, os astrólogos da antiguidade e até a Idade Média eram conhecidos como Artistas, uma vez que detinham um vasto conhecimento astronômico e compreensão do modus operandi do Céu, bem como, suas relações com os acontecimentos in Mundo.

Você já olhou para o céu hoje? As cidades são iluminadas, você me dirá… Mas os antigos caldeus lidavam com a poeira do deserto, sempre em suspensão… Ainda assim, Hiparco, no século I aec, catalogou 1080 estrelas e calculou com precisão a precessão dos equinócios…

Vale a pena olhar para o céu e acompanhar o movimento da Lua e dos astros entre as constelações e suas estrelas. Experimente!

]]>
http://astrobrasil.com.br/blogs/henrique/2011/07/17/os-astros-estao-no-ceu/feed/